Calçadas, Educação e Civilidade

Rua José Felix, novo estacionamento do bairro
campeonato de obstáculos
Continuando a matéria sobre soluções para a rodovia Raposo Tavares e Granja Viana, onde proponho soluções como a criação do Anel da Granja, gostaria de convidá-los para um  passeio a pé por algumas ruas das cidades brasileiras e particularmente aqui na Granja Viana mas isto só será possível pelo passeio virtual do Google porque a realidade é bem diferente.



Todos reclamamos que está difícil circular de carro porém, em algum momento, todos nós também somos pedestres.

Já imaginou se você fosse passear com um carrinho de bebê nas calçadas de nossa região?

Ou se você tivesse algum problema de mobilidade e precisa-se usar uma cadeira de rodas, ou uma muleta?

Isto hoje é impossível.

Se o Anel da Granja for implantado, teríamos mais espaço para o desenvolvimento de um projeto de mobilidade tanto de automóveis como de pedestres e bicicletas. A falta de bom senso e generosidade em nossa sociedade beira o absurdo, como mostram as fotos.
Cadê a calçada?
Porquê os proprietários de imóveis ao longo das principais vias não cedem um pouquinho de suas áreas para melhorar as calçadas de nossas vias? A legislação fala em no mínimo 1,20m livre de qualquer obstáculo mas todos ficam a espera do poder público para a de$apropriação e não têm um mínimo de sensibilidade e de civilidade que beneficiaria a si e a comunidade.
Projeto da calçada ideal

Vejam alguns maus exemplos (apenas na Rua José Félix e Av. S.Camilo) de como estão nossas calçadas e nossa educação:
Av. S.Camilo - alguém passa aqui?

Av. S.Camilo - largura insuficiente e poste
As raízes são bonitas, mas e a calçada?
Por onde passar?
Jardim ou calçada?
Aqui nem calçada tem
Olha o poste de novo, e a largura?

A calçada virou estacionamento
idosos tentando andar na José Félix, mas os carros...
aqui nem o coletor passa, quanto mais um cadeirante
Precisa ser magrinho
Tem até canteirinho porque é "muito larga"
E o drama continua...postes, largura, blá, blá
Os donos do pedaço, os carros, danem-se os pedestres
Lembrem-se a responsabilidade de manter a calçada é do proprietário do imóvel e as prefeituras têm a obrigação de fiscalizar e exigir que se cumpra a lei. Vamos ser civilizados?
Será que algum dia teremos calçada assim?

Dúvidas ou sugestões escreva para arq.manoel@gmail.com


Postagens mais visitadas deste blog

Ciclovias, verdades e mentiras.